Câmara de Vereadores de Passo Fundo/RS

NOTÍCIA

RETOMADA DE IMÓVEL

Patric Cavalcanti recebe representantes do Creci

O presidente da Câmara de Vereadores de Passo Fundo, vereador Patric Cavalcanti (DEM) recebeu, na tarde desta terça-feira (16), representantes do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci-RS). O parlamentar, que irá propor, na próxima quarta-feira (17), a revogação da lei que concedeu o uso de um terreno de 700 m2 ao Conselho, ouviu o posicionamento da entidade quanto a proposição e reiterou sua preocupação a respeito do uso dos patrimônios público.

Patric recebeu o delegado da 10ª sub-região do Creci, Valdir Perin Salles, o sub-delegado do Creci, Luiz Henrique Rezende e o conselheiro, João Alberto Quaresemin de Oliveira, este que destacou que o Conselho ainda tem interesse de construir a sede na área. Conforme o conselheiro, a lei que concedeu a área a entidade trata sobre a concessão por 10 anos e, assim, o Creci quer realizar adequações no projeto já existente para que após finalizado o tempo de concessão, o recurso investido não seja perdido. “O Conselho tem total interesse em utilizar a área e, por isso, está adaptando o projeto da obra para que a construção possa ser realizada com contêiners. Essa é uma forma de o investimento não ser perdido após o tempo de concessão encerrar’, disse João Alberto.

O presidente do Legislativo expôs que respeita a entidade e todo o trabalho desenvolvido pelo Creci em Passo Fundo, mas que é necessário estar atento em como o patrimônio público está sendo utilizado. Para o parlamentar, o terreno é localizado em uma área nobre e poderia estar sendo empregado por outros empreendimentos, como a colocação de secretarias municipais ou mesmo para a ampliação do Cais Dr. Cyrio Nácul. Aos representantes do Creci, Patric sugeriu que seja agendada uma reunião junto ao Executivo para tratar sobre a pauta e lembrou que o Legislativo está aberto ao diálogo

Localizada no bairro Petrópolis, entre o Cais Dr. Cyrio Nácul e o Corpo de Bombeiros, a área foi cedida em 2012 à entidade por 10 anos para a construção de sua sede, porém, a obra ainda não foi iniciada.

Foto: Comunicação/ Câmara de Vereadores