Câmara de Vereadores de Passo Fundo/RS

NOTÍCIA

160 ANOS

Câmara homenageia Passo Fundo

Nesta segunda-feira (7), no dia em que Passo Fundo comemora 160 anos, a Câmara de Vereadores realizou uma Sessão Solene. Como uma forma de celebrar o aniversário, os parlamentares concederam aos ex-prefeitos ainda vivos certificados de Honra ao Mérito. As decisões políticas impactam diretamente no desenvolvimento econômico e social da cidade, interferindo no dia a dia dos cidadãos.

Passo Fundo é lembrada como a Capital do Planalto Médio e a Capital Nacional da Literatura. Também, é descrita como polo em educação, saúde e prestação de serviços e ocupa a sétima posição de potência econômica do Estado. Cada gestor que passou pela cidade, eleito pela população, deixou o seu legado, através de pequenas e grandes contribuições que, a cada novo aniversário, serão rememoradas. Por isso, na solenidade, a Câmara homenageou os ex-prefeitos, entregando certificados a Fernando Machado Carrion, Airton Dipp, Carlos Armando Salton, Osvaldo Gomes, representado por Mariana Lisca, e Júlio César Teixeira, que não esteve presente por motivos pessoais. Uma placa foi entregue ao atual vice-prefeito, João Pedro Nunes, em comemoração aos 160 anos.

O presidente do Legislativo, Patric Cavalcanti (DEM), abriu a sessão fazendo uma descrição histórica da formação e emancipação do município. Para ele, Passo Fundo se tornou tão importante para o país porque, em todos os momentos, houve alguém que apostou nela. O parlamentar citou os primeiros líderes da cidade, como o Cabo Neves, conhecido como o primeiro morador, e estendeu a homenagem aos ex-prefeitos presentes na sessão. “Com inteligência e audácia, essas pessoas deixaram um grande legado e representam a todos os vultos da história do município”, disse.

Airton Dipp, que liderou o município durante três mandatos, falou sobre a homenagem prestada pelo Legislativo. Ele ressaltou que ela pertence a todos os passo-fundenses, que elegeram e acreditaram no trabalho daqueles que ocuparam o posto de prefeito. “Cada um tem a sua importância e cumpriu com uma parcela da construção da cidade”, considerou.

Da mesma forma, o ex-prefeito Carlos Armando Salton, que assumiu a Prefeitura entre 3 de dezembro de 1992 e 31 de dezembro de 1992, comentou que o desenvolvimento do município ocorreu por conta do empenho de muitas mãos. Ele dedicou a homenagem recebida aos seus antepassados. “Acredito que tive o menor mandato do país, mas levo essa homenagem ao meu bisavô, Gervásio Lucas Annes, prefeito de Passo Fundo por três mandatos, meu avô, Armando Annes, também prefeito por três mandatos, e ao meu pai, Wolmar Salton, que, por dois mandatos, assumiu a Prefeitura”, declarou.

O Momento Cultural da sessão foi marcado por uma apresentação do coral da Escola Municipal de Ensino Fundamental Airton Dipp. Uma das canções interpretadas pelos alunos foi Gaúcho de Passo Fundo, de Teixeirinha. Na música, que leva o nome da cidade para o país, Teixeirinha fala do seu orgulho pela terra, que tem um povo amigo e que, quando luta, vence.

A música de Teixeirinha foi composta na década de 60, mas, segundo João Pedro Nunes, Passo Fundo ainda conta com um povo amigo. O acolhimento oferecido no município, para ele, é o que atrai, cada vez mais, novos moradores. Nos 160 anos de emancipação, o vice-prefeito relata que os passo-fundenses, aqueles que nasceram ou escolheram viver aqui, são os principais protagonistas da história. “Passo Fundo, desde a época dos tropeiros, se mostrou uma cidade acolhedora, onde pessoas e trabalhadores têm empreendido e colocado um tijolo em sua construção”, mencionou.

Fotos: Comunicação\Câmara de Vereadores

Galeria de fotos