Saltar o Menu
Logo Camara
Selo 2015

Câmara de Vereadores de Passo Fundo/RS

NOTÍCIA

GRANDE EXPEDIENTE

Rosso declara que fortalecerá o trabalho na Câmara e não concorrerá à Assembleia

Nome sugerido pelo Partido Republicano Brasileiro (PRB) para representar Passo Fundo na Assembleia Legislativa em 2018, Leandro Rosso afirmou que não pretende concorrer. O vereador declarou, durante o Grande Expediente desta quarta-feira (11), que continuará fortalecendo o seu trabalho no município.

Leandro é um dos jovens políticos de Passo Fundo, contribuindo para um novo desenho da Câmara. Eleito pela primeira vez em 2016, o parlamentar teve o maior somatório de votos da coligação no pleito e representa, em suas decisões na Casa, mais de 1700 eleitores.

Sobre não querer se alçar para o Estado neste ano, o vereador comenta que percebe um extenso caminho a percorrer em Passo Fundo, uma vez que identifica ter assumido um compromisso quando foi escolhido para compor o Parlamento. “Sabendo bem que política também é matemática e estratégia, acredito que esse não é o momento de eu me candidatar a essa cadeira”, reforçou, não retirando a possibilidade de participar da disputa futuramente.

Na Câmara, o vereador tem uma atuação leve, mantendo como principal bandeira de mandato a educação. Fomentador do setor, ele utilizou seu espaço de vereador para lançar uma campanha de arrecadação de livros, doados a escolas para uso dos alunos, que já foi institucionalizada. “O Gabinete da Leitura é uma das nossas marcas. Foi uma maneira simples para permitir que crianças tenham acesso à leitura e que possam ser cidadãs críticas diante do mundo”, explicou.

Como pretensão para os dois anos e meio que restam da legislatura, o Leandro reforçou que continuará seguindo a mesma linha, auxiliando as comunidades e na otimização do trabalho integral do Legislativo. “Vou continuar desenvolvendo as minhas ações de forma transparente, dialogando e buscando o que é melhor para todos”, reiterou.

Trabalho político

A primeira vez que concorreu ao Parlamento passo-fundense foi em 2008, quando conseguiu uma cadeira de suplente. Uma nova concorrência, oito anos depois, foi incentivada por muitas pessoas e embasada num trabalho desenvolvido junto aos bairros.

Grande parte de suas relações com os passo-fundeses foi construída em meio à sua participação nos mandatos de Luciano Azevedo na Prefeitura e na Assembleia Legislativa. “Em 2008, quando concorri pela primeira vez, eu assessorava Luciano, que era deputado estadual. Quando Luciano foi eleito a prefeito, comecei a trabalhar em seu gabinete, tendo a oportunidade de comandar um dos maiores programas municipais de seu mandato, o Bairro a Bairro, que permitiu que eu circulasse por toda a cidade, conhecendo e conversando com as pessoas sobre as suas necessidades”, lembra.

Avaliação do partido

O vereador aproveitou o pronunciamento para falar sobre o crescimento do PRB, sigla, segundo ele, “considerada pequena, mas que vem atingindo resultados significativos em todo o país”.

Em 2016, o partido elegeu 106 prefeitos e 1624 vereadores, sendo que cinco municípios gaúchos são governados por republicanos. Atualmente, a nominata conta com 21 deputados federais e 37 deputados. “São números que, a cada eleição crescem, mostrando a força e a credibilidade do partido”, articulou, enfatizando que, com o novo pleito, o objetivo é amplificar a ocupação das cadeiras.

Foto: Comunicação/Câmara de Vereadores

Galeria de fotos