Saltar o Menu
Logo Camara
Selo 2015

Câmara de Vereadores de Passo Fundo/RS

NOTÍCIA

LAURO KORTZ

Propostas são abertas e empresa é escolhida para executar as obras no aeroporto

Nesta quinta-feira (4), foi feita a abertura das propostas das empresas interessadas na realização das obras de remodelação do Aeroporto Lauro Kortz. A vencedora, que deve ser confirmada até o dia 18 de outubro, prazo para que toda a documentação declarada por ela seja conferida, é a Traçado, de Erechim.

Ao todo, sete empresas participaram do processo licitatório. A Traçado apresentou a proposta de valor mais baixo, assegurando a execução de todos os serviços previstos por R$ 43 milhões. Este montante representa uma economia de aproximadamente 19%, uma vez que o valor original assegurado para as obras no espaço aeroportuário de Passo Fundo corresponde a R$ 53 milhões.

A leitura das propostas foi feita na Subsecretaria da Administração da Central de Licitações (Celic), em Porto Alegre. Os vereadores Pedro Daneli (PPS), presidente da Câmara, e Paulo Neckle (MDB), presidente da Comissão Especial que atua no Legislativo para acelerar o processo de melhorias no aeroporto, estiveram presentes. “Esse é um momento muito importante. Comemoramos mais um passo para esta obra, que alavancará o crescimento econômico de toda a região”, disse Daneli.

A Câmara, por meio da Comissão, teve uma atuação significativa para garantir que o Lauro Kortz fosse contemplado com investimentos federais disponibilizados para o sistema aeroportuário. Como salienta Neckle, o aeroporto de Passo Fundo é o único que, neste momento, ganhou recursos. “No Rio Grande do Sul, outros aeroportos, como o de Santo Ângelo, foram elencados dentro dos investimentos. Porém, somente o de Passo Fundo permaneceu na lista. Isso se deve a uma luta da Câmara, do Executivo, das entidades de classe e de ensino, que, mesmo sabendo que seria um processo demorado, mantiveram as cobranças. Foram muitas viagens e reuniões para que essa obra, finalmente, saia do papel”, enfatizou.

A contratação da empresa ocorre mediante o Regime Diferenciado de Contratações (RDC), que permite a combinação integrada de serviços e, portanto, permite uma maior agilidade. A empresa deverá desenvolver os trabalhos técnicos especializados de engenharia, elaborar o Projeto Básico e o Projeto Executivo e realizar as obras.

Entre as intervenções previstas, estão a construção de um novo terminal de passageiros e o alargamento da pista de pouso e decolagens. A instalação de equipamentos que otimizam as ações das aeronaves também é projetada, garantindo atendimento eficaz aos usuários.

Fotos: Divulgação