Saltar o Menu
Logo Camara
Selo 2015

Câmara de Vereadores de Passo Fundo/RS

NOTÍCIA

INDICAÇÃO

Eloí sugere realização de estudo técnico sobre faixa exclusiva para ônibus

Com o propósito de promover melhorias na mobilidade urbana do município, agilizando, assim, o tráfego em uma região de intensa circulação, o vereador Eloí Costa (MDB) protocolou uma Indicação, sugerindo ao Executivo a realização de um estudo técnico. Esse trabalho tem como objetivo verificar a possibilidade de implementação de uma faixa exclusiva para ônibus na avenida Brasil.

O trecho contemplado seria o que compreende o Colégio Notre Dame e a Escola Estadual de Ensino Médio Protásio Alves, tanto nos sentidos Centro-Bairro, como no Bairro-Centro. Para tanto, seria preciso remover o espaço destinado ao estacionamento de veículos existente neste percurso.

Para Eloí, as evoluções que a mobilidade urbana necessita, dependem de investimentos não apenas em infraestrutura, mas também em planejamento e gestão. Deste modo, ele propõe este estudo junto ao Executivo, vislumbrando avanços no trânsito e no transporte público. “Esta proposição tem a finalidade de proporcionar uma maior agilidade no tráfego de nossa cidade, viabilizando uma maior circulação de coletivos, ajudando aqueles que dependem deste transporte”, salienta.

Um aspecto lembrado por Eloí, diz respeito ao cumprimento de horário por parte dos coletivos. O parlamentar alerta que uma das principais funções das faixas exclusivas, é colaborar para a agilidade no cumprimento do itinerário das linhas. Segundo ele, isso trará mais credibilidade ao transporte público urbano por parte dos usuários.

Outro aspecto enfatizado pelo vereador, se refere à questão ambiental. Uma vez concretizada a implementação da faixa exclusiva, isso possibilitará um aumento no número de veículos do transporte coletivo, podendo atender um número maior de usuários. Segundo Eloí, a maior adesão aos ônibus implicará em redução da circulação de automóveis nas principais vias do município, em especial na avenida Brasil. “Essa provável diminuição gradativa da circulação de automóveis vai contribuir na redução da emissão de poluentes”, reforça. 

Foto: Comunicação/Câmara de vereadores