Saltar o Menu
Logo Camara
Selo 2015

Câmara de Vereadores de Passo Fundo/RS

NOTÍCIA

BEM-ESTAR ANIMAL

Soluções por parte do Executivo são cobradas em reunião

Em 2018, a Frente Parlamentar Mista de Proteção e Bem-Estar Animal iniciou os trabalhos fazendo uma série de fiscalizações nos espaços voltados ao acolhimento de animais. Os locais visitados foram o ambulatório municipal e a sede da Associação Municipal de Proteção aos Animais em Risco ou Abandonados (Ampara). Na tarde desta quinta-feira (14), ocorreu no Plenarinho da Câmara Municipal um encontro entre integrantes da comissão e representantes de entidades envolvidas com a causa animal. O vereador Rafael Colussi (DEM), presidente da Frente, coordenou a reunião que teve como pauta a definição de encaminhamentos feitos a partir das visitas realizadas.

A intenção destas inspeções foi diagnosticar problemas enfrentados pela Prefeitura e por estas instituições que se dedicam à causa animal. A partir dos apontamentos feitos em cada local, ficou estabelecido que seriam elaboradas diretrizes para solucionar estas questões.

A situação mais delicada pertence ao ambulatório municipal, que ainda é sediado em uma determinada área no antigo quartel. Espaço este, pertencente à Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS). Além da constatação de precariedade na estrutura, o local dispõe de poucos medicamentos para tratamento aos animais. O espaço conta com apenas um médico veterinário atualmente e não dispõe de equipamentos que agilizem o cadastro dos animais e a comunicação com a Secretaria do Meio Ambiente (SMAM). Outro fator, é o laudo apresentado pelo Batalhão de Operações Especiais (BOE), após inspeção realizada, que determina a saída do ambulatório da atual área.

Para Colussi, é urgente que se encontre um novo local para abrigar o ambulatório municipal. No entanto, ele entende que é preciso que haja ações de todos os lados envolvidos. “Os serviços precisam ser ampliados, de modo que é necessário encontrar uma nova sede para o ambulatório. Nós, do Legislativo, fazemos nossa parte, que é cobrar, apresentar alternativas. Mas para isso, o Executivo precisa concretizar as demandas”, salienta.

Por sua vez, a Ampara apresentou um resultado mais tranquilizador. Segundo o representante da entidade, Marcos Mombelli, o local está com abrigos cobertos para os animais, além de canis seguros onde eles podem circular sem o risco de fuga. Marcos argumentou que a sede é vista pelos vizinhos com incerteza, já que “eles entendem que sempre há risco de um ou mais animais fugirem”, observa. No entanto, ele reforça que o local apresenta totais condições de segurança.

Devido à situação diagnosticada no ambulatório municipal, Colussi pediu agilidade na busca de uma nova sede e de melhorias estruturais. Por isso, ele levantou uma série de questionamentos que serão colocados em ofício e encaminhados ao Executivo. Dentre as informações solicitadas, estão as verbas destinadas ao programa municipal “É o bicho”, além de dados sobre a disponibilidade e quantidade de fiscais da Smam atuando nas questões ligadas aos animais, além da disponibilidade de materiais, motoristas e veículos. Além disso, o vereador também questionou sobre os atendimentos feitos aos pedidos de socorros e fiscalização quanto a denúncias de maus tratos e poluição sonora, dentre outras demandas do setor.

A coordenadora do núcleo do bem-estar animal, Maria de Lourdes Secoroun, apresentou dados sobre os encaminhamentos para abrigo de animais em Passo Fundo. Em 2018, foram 456 registros efetuados, enquanto que em 2019, até o momento, já são 173 ocorrências. 

Colussi assegurou que, para este ano, a Prefeitura terá maior verba disponível para investir na causa animal, pois além do orçamento já destinado, o vereador protocolou uma Emenda Impositiva de R$ 140 mil voltada ao tema. Ele endossou sobre a necessidade de buscar respostas às demandas em que a Frente Parlamentar está envolvida. “Precisamos dialogar com todas as esferas e encaminhar resoluções para estes entraves. Vamos solicitar uma reunião junto ao Prefeito e ao secretário do Meio Ambiente para tratar disto. Afinal, estamos tratando de seres vivos que devem ser tratados com dignidade”, ressalta.

Participaram do encontro os vereadores Paulo Neckle (MDB), Eloí Costa (MDB) e Márcio Patussi (PDT), integrantes da comissão. Além destes, também estiveram presentes o presidente do Fundo do Bem-Estar Animal e diretor executivo da Associação para Conservação da Vida Silvestre (Convidas), Nestor Codenotti, o vice-presidente da Associação dos Médicos Veterinários do Planalto Médio (AMVEP), Dr. Nédio Guizo Júnior, e representantes da Universidade de Passo Fundo.

 

Foto: Comunicação Social/Câmara de vereadores

Galeria de fotos