Saltar o Menu
Logo Camara
Selo 2015

Câmara de Vereadores de Passo Fundo/RS

NOTÍCIA

SAÚDE

Março Azul Escuro alerta para a prevenção do câncer colorretal

 A Câmara de Vereadores de Passo Fundo se engaja na Campanha Março Azul Escuro, que tem na data de 27 de março a celebração do dia Nacional de Prevenção do Câncer de Intestino. Desenvolvida pelo Ministério da Saúde (MS) em parceria com a Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBCP), a campanha tem por objetivo estimular a prevenção precoce do câncer colorretal, que acomete o intestino grosso (cólon e reto).

No ano de 2018, o Instituto Nacional do Câncer (INCA) estimou o desenvolvimento de 36 mil novos casos da doença no Brasil. As regiões Sul e Sudeste possuem o maior índice de casos de câncer colorretal em comparação às demais regiões do país. Por isso, se torna necessário sensibilizar a população, reduzindo a incidência de novos casos da doença, e capacitar os profissionais da área da saúde para o enfrentamento do problema, assim como estabelecer uma política pública para o combate ao câncer colorretal.

 De acordo com a Cartilha de Prevenção do Câncer Colorretal, desenvolvida pelo Ministério da Saúde, este tipo de tumor, na maioria dos casos, se desenvolve a partir de pólipos intestinais. Estes são adenomas, ou seja, lesões benignas, que crescem na parede do cólon e quando associados a modos de vida não saudáveis e predisposição genética, podem, com o passar do tempo, transformar-se em câncer.

 As intervenções que promovem a redução aos fatores de risco para essa enfermidade podem diminuir o número de novos casos. Entre os fatores de risco para o câncer colorretal estão o fumo, consumo de bebidas alcoólicas, sobrepeso ou obesidade, consumo de carnes vermelhas, pouco consumo de frutas, legumes, verduras e cereais integrais, além de um estilo de vida sedentário percebido em parte da população.

 Comportamentos e hábitos saudáveis de vida devem ser estimulados para a prevenção do câncer colorretal, como a prática de atividade física regularmente, por no mínimo 30 minutos todos os dias. Ter uma alimentação variada, rica em vegetais, com pelo menos três porções de frutas, verduras e legumes ao dia, e consumir, preferencialmente, cereais integrais, como arroz, aveia, cevada e trigo. Estas são algumas das recomendações para que não se possa desenvolver este tumor maligno.

A ingestão de cálcio também está associada à prevenção deste tipo de câncer, portanto, ter uma dieta rica em leite e derivados, como queijos e iogurte, que são ricos nesse mineral, é tão importante para a saúde. Assim, é possível incorporá-lo de forma natural. Reduzir o consumo de carnes vermelhas a 500g por semana, evitando carnes salgadas e processadas e manter o peso adequado para altura, são práticas primordiais. Outro detalhe é que não se pode deixar de lado é beber pelo menos dois litros, ou seis a oito copos de água por dia, além de não consumir bebidas alcoólicas e não fumar.

 A vitamina D, obtida pela alimentação, pela exposição ao sol ou por meio da suplementação, também está associada à redução de riscos de ter câncer colorretal. Com o cálcio, essas duas substâncias são ótimas aliadas na prevenção da doença. Porém, somente nos períodos recomendados, evitando sol entre as 10 e as 16 horas.

Os sinais de alarme para o câncer colorretal são presença de sangue nas fezes, dor e cólica abdominal frequente com mais de 30 dias de duração, além de alteração no ritmo intestinal de início recente, isto é, quando um indivíduo, que tinha o funcionamento intestinal normal, passa a ter diarreia ou constipação. Ainda constam na lista de sintomas o emagrecimento rápido e não intencional, mais a anemia, o cansaço e a fraqueza.

Com base nestas informações e recomendações do Ministério da Saúde, neste mês de março, a Câmara de vereadores busca colaborar com a comunidade na conscientização da importância da prevenção da saúde e da qualidade de vida.

 

Arte: Comunicação Social/Câmara de vereadores