Saltar o Menu
Logo Camara
Selo 2015

Câmara de Vereadores de Passo Fundo/RS

NOTÍCIA

COVID-19

O que você está sentindo é Coronavírus? Tire as dúvidas pelo teleatendimento.

A pandemia da Covid-19 gerou uma série de medidas para conter a transmissão do vírus, entre elas, rígidos protocolos de distanciamento que chegaram impondo mudanças importantes nos hábitos e na rotina das pessoas. Essas mudanças causaram uma série de impactos e, um deles, foi no aspecto psicológico. Sensações de medo, angústia, insônia, alguns dos sintomas da ansiedade que, segundo especialistas, pode ser provocada pelo isolamento social.

A ansiedade, por sua vez, pode gerar sintomas psicossomáticos, como tosse, falta de ar e taquicardia, entre eles, alguns dos principais sintomas da Covid-19, o que faz com que muitas pessoas confundam os dois quadros. Diante disso, como saber diferenciar os sintomas reais da contaminação dos sintomas das possíveis crises de ansiedade?

Desde março, no início da pandemia, está disponível em Passo Fundo, um Serviço de Teleatendimento gratuito, mantido pela Prefeitura em parceria com a Universidade de Passo Fundo (UPF). De acordo com a Coordenadora do teleatendimento e Professora do Curso de Enfermagem da UPF, Sandra Maria Vanini, trata-se de um canal de orientação e esclarecimento para comunidade. “Através desse canal, orientamos, esclarecemos dúvidas e encaminhamos as pessoas aos locais corretos de prestação de serviços de saúde, evitando que as mesmas se desloquem sem necessidade, circulando por locais inadequados”, explica Sandra.

O Serviço é prestado de forma voluntária por uma equipe formada por professores, funcionários e estudantes dos últimos anos dos cursos de Medicina, Enfermagem, Fisioterapia, Farmácia e Psicologia da UPF, além de profissionais da rede de saúde do município. Ao receber a ligação, os atendentes conversam e avaliam o motivo daquela chamada. Quando a pessoa relata sintomas do coronavírus, todos os dados são lançados em um software, criado especialmente para essa finalidade, onde é possível fazer a triagem. “Quando o sistema aponta que os sintomas são típicos da Covid, orientamos o paciente a buscar o Cais da Petrópolis ou a unidade mais próxima da sua casa. Em casos que se configuram mais graves, encaminhamos para as emergência de um dos hospitais da cidade”, explica Sandra. Nesses casos, profissionais da secretaria municipal de saúde seguem realizando o monitoramento dos pacientes, pelos próximos 14 dias ou até o final do ciclo da doença.

Há casos, porém, que as informações repassadas não correspondem diretamente aos sintomas de coronavírus, mas sim, demonstram que o paciente está precisando de um suporte emocional, o que também é disponibilizado pelo teleatendimento. “São pessoas que estão sendo acometidas por ansiedade, medo, angustia, por conta da pandemia, do isolamento social, mas que acabam confundindo com os sintomas da Covid. Nessas situações, disponibilizamos o atendimento através dos profissionais de psicologia, com acompanhamento pelo tempo que for necessário, indeterminado”, explica Sandra.

O Teleatendimento está disponível através de um número de telefone fixo (3316-8595), para onde as pessoas podem ligar e de dois números de celular (99917-0714 e 99698-7833), para onde podem enviar mensagens via whatsapp.

A coordenadora reforça para que as pessoas utilizem esse serviço, que é gratuito e que tem dado um suporte importante para todos os que buscaram o atendimento. “Nós tivemos respostas muito positivas de pessoas que foram atendidas, contaminadas ou não pela Covid-19, mas que receberam acompanhamento e foram tranquilizadas”, comemora Sandra.

Desde que entrou em funcionamento, o serviço atendeu mais de 11.500 pessoas e, somente no mês de agosto, monitorou 1.326 pacientes.

Arte: Comunicação/CMPF