Saltar o Menu
Logo Camara
Selo 2015

Câmara de Vereadores de Passo Fundo/RS

NOTÍCIA

HISTÓRIA

Joaquim Fagundes dos Reis é um dos fundadores do município

Este é o início de uma série de matérias com o intuito de reforçar a memória de Passo Fundo, onde personagens que contribuíram para o legado e o desenvolvimento da cidade serão destacados periodicamente em nossas mídias sociais. É uma nova oportunidade de reviver nomes da história passo-fundense.

O primeiro personagem é Joaquim Fagundes dos Reis, considerado um dos fundadores de Passo Fundo. Segundo registros, ele nasceu em Campinas, estado de São Paulo, no ano de 1785, fazendo carreira nas forças armadas. Em 1830, já como capitão, foi designado pela Comandância Militar de São Borja (RS) a vir para Passo Fundo exercer a função de comissário. Na época, a cidade era um povoado com crescente adesão de população.

Até então, nas primeiras décadas do século XIX, o território onde se encontra Passo Fundo era habitado por membros de tribos indígenas como Tupi-Guarani, Kaingang e Jê. Ao fim da década de 1820, eles viram a chegada ao local dos primeiros brancos como colonizadores e latifundiários, além de figuras que também contribuíram nos primórdios da cidade, como o oficial Manoel José das Neves, mais conhecido como Cabo Neves.

Logo em 1833, Joaquim foi empossado pelo Império do Brasil para o cargo de Inspetor do Quarteirão. Assim, ele foi a primeira autoridade nomeada para administrar de forma presencial as terras e a população passo-fundense. Uma de suas principais ações foi solicitar a construção da primeira capela do local, iniciada em 1834 e concluída ao final de 1835.

A partir de então, o local passou a se destacar como grande potencial nas áreas pastoril e ervateira no Rio Grande do Sul, por sua situação geográfica e seu território vasto e com grandes riquezas naturais. Além disso, a criação de gado também contribuiu para que a localidade se tornasse potência regional.

Os registros contam que Fagundes dos Reis travou lutas em nome do desenvolvimento da região e suas terras. Isso era potencializado pelo fato de o povoado estar na rota obrigatória de tropeiros que faziam comércio, tendo como destino a província de São Paulo.

Assim, Joaquim Fagundes dos Reis foi um dos fundadores da Câmara Municipal, quando o local passou a se chamar Vila de Passo Fundo, em 07 de agosto de 1857, que teve como primeiro presidente Manoel José de Araújo. Fagundes dos Reis foi figura fundamental para consolidar a formação do município, onde é considerado emancipador, promotor e organizador de sua fundação. Ele fez contribuições importantes nas partes burocrática, administrativa e política, para que anos mais tarde, em 1891, Passo Fundo passasse a ser uma cidade.

Como reconhecimento ao seu legado, ele hoje dá nome a uma rua de grande movimentação que corta o centro da cidade, além de batizar uma das mais tradicionais escolas estaduais do município e um Centro Tradicionalista. Joaquim Fagundes dos Reis faleceu em 1863, aos 78 anos. Ele foi sepultado em sua fazenda, onde atualmente se localiza o cemitério que também leva seu nome.

Arte: Comunicação / CMPF