Saltar o Menu
Logo Camara
Selo 2015

Câmara de Vereadores de Passo Fundo/RS

NOTÍCIA

SEGURANÇA PÚBLICA

Comissão discute os Desafios da Segurança com líderes comunitários

A Frente Parlamentar de Segurança Pública promoveu um encontro na noite desta segunda-feira (27), no Plenário da Câmara Municipal de Vereadores. O evento teve como convidados lideranças comunitárias dos bairros e distritos de Passo Fundo.

Com o tema “Desafios da Segurança Pública nos Bairros e Interior do Município de Passo Fundo”, a reunião foi coordenada pelo Presidente da Frente, vereador Tadeu Moraes Trindade e acompanhada pelos demais integrantes da comissão, vereadores Edson Nascimento (União Brasil), Gio Krug (PSD), Janaína Leite Portella (MDB) e Wilson Lill (PSD), além do Presidente do Legislativo, Evandro Meireles (PTB) e dos parlamentares Ada Munareto (PL), Israel Kujawa (PT) e Regina Costa dos Santos (PDT).  

De acordo com Trindade, “o objetivo foi ouvir os representantes das comunidades para conhecer a realidade dos bairros, vilas e distritos, em especial suas principais necessidades relacionadas à segurança pública, para que possamos ampliar as discussões junto aos órgãos responsáveis, buscando uma solução para os problemas identificados”, explicou, lembrando que em um primeiro momento, a Frente Parlamentar realizou um encontro semelhante com os órgãos de segurança do município, “que também trouxeram as suas principais demandas, especialmente sobre a falta de efetivo na Brigada Militar e na Polícia Civil, e destacaram as principais ocorrências, entre elas o feminicídio, roubo, furto e tráfico de entorpecentes”, complementou.

Presente na reunião, o Coordenador da Coordenadoria das Associações de Moradores (CAB), Felipe Manfroi, reforçou as principais carências apresentadas pelas lideranças comunitárias, a pedido de seus moradores, relacionadas a iluminação pública e videomonitoramento. “Como atual coordenador do CAB, as principais demandas que recebo são para troca de lâmpadas e expansão da rede de videomonitoramento, através da instalação de novas câmeras, no programa guardião”, revelou Manfroi, considerando que “os lugares pouco iluminados são mais perigosos, pois se tornam propícios para alguém se esconder e cometer um delito, contra as pessoas que estão circulando nas ruas, nas paradas de ônibus, indo ou voltando do trabalho, da faculdade”, destacou, reforçando que “uma boa iluminação pública, aliada a expansão do videomonitoramento, ajudam a inibir a ação dos criminosos e, consequentemente, se tornam fundamentais para melhorar a segurança das comunidades”, finalizou.

Estas e outras demandas apresentadas pelos presentes no encontro, bem como os resultados das demais reuniões realizadas anteriormente pela Frente Parlamentar, serão formalizadas em um documento que será encaminhado aos órgãos de segurança pública, “para que a gente consiga levar, não somente a sensação de segurança, mas a segurança de fato, para toda a comunidade passo-fundense, porque é isso que a comissão deseja, não somente tentar, mas resolver os problemas da segurança no Município”, reforçou Trindade.   

Frente Parlamentar

Os trabalhos da Frente Parlamentar de Segurança Pública na Câmara de Vereadores iniciaram em março deste ano. A comissão especial foi criada com o objetivo de promover diálogos com a sociedade e com os órgãos de segurança, propondo e propiciando estudos e soluções aos problemas da violência, buscando melhorar a segurança pública do município de Passo Fundo.

De acordo com Trindade, a comissão já colheu alguns avanços importantes, de demandas que foram trazidas pelos órgãos de segurança, “como é o caso da turma de sargentos que está atuando em Passo Fundo, que foi uma das grandes conquistas da Frente, e agora, estamos trabalhando pelas câmeras no nosso interior”, destacou, ressaltando a importância da atuação de uma comissão especial para tratar de um tema desta relevância, “pois ganhamos força ao reunir vereadores de diferentes partidos e ideologias, mas todos convergindo para o mesmo ponto, unidos pelo mesmo objetivo, que é a melhoria da segurança pública”, finalizou.

Foto: Comunicação Digital/CMPF