Saltar o Menu
Logo Camara
Selo 2015

Câmara de Vereadores de Passo Fundo/RS

NOTÍCIA

ORDEM DO DIA

Votações marcam Sessão Plenária

A Sessão Plenária desta segunda-feira (22) foi pontuada por apreciações importantes dos vereadores aos projetos em pauta. Confira as principais votações.

Projeto de Lei

A proposição de autoria do vereador Renato Tiecher que dispõe da execução obrigatória dos Hinos Nacional Brasileiro, Rio-Grandense e Passo-fundense nas escolas municipais de Passo Fundo foi reprovada em Plenário. A proposta trata sobre a obrigatoriedade das instituições de ensino da rede municipal realizarem a solenidade “pelo menos uma vez por semana”, segundo o texto do documento, ao longo do período do calendário escolar.

Segundo a justificativa da matéria, seu objetivo era resgatar a compreensão, valorização e o patriotismo dos alunos passo-fundenses que fazem parte da rede municipal de ensino. Ela também apresenta o amparo na Lei Federal nº 12.031/2009, que determina a obrigatoriedade da execução semanal do Hino Nacional nos estabelecimentos de ensino fundamental.

Os vereadores que rejeitaram a proposta apresentaram a justificativa de voto lembrando da Lei Municipal nº 2.877/1993, que insititui a obrigatoriedade da execução do Hino Nacional Brasileiro nas escolas da rede municipal de Passo Fundo.

Tiecher, após a votação, declarou que providenciará a formalização de um documento que determine a execução obrigatória dos hinos Rio-Grandense e Municipal, sem inferir na legislação vigente.

A proposta recebeu parecer contrário da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), cujo relator foi o vereador Patric Cavalcanti (DEM). Já a Comissão de Cidadania, Cultura e Direitos Humanos (CCCDH), que teve como relator o vereador Eloí da Costa (MDB), deu parecer favorável ao acolhimento do projeto.

 

Cidadão Honorário

Um Projeto de Resolução aprovado pelos vereadores trata da concessão do título de Cidadão Honorário de Passo Fundo a Antônio Roso, por iniciativa do vereador Ronaldo Rosa (SD). Segundo o documento, a honraria se dá por prestação de serviços relevantes nas áreas de indústria e comércio, fortalecendo o crescimento da economia de Passo Fundo e região.

Ronaldo justifica a homenagem valorizando o trabalho feito por Roso, lembrando de suas colaborações. “A sua coragem e seu empreendedorismo foram determinantes para que hoje muitas famílias tenham seu sustento. O município ganhou com isso, pois suas empresas, além de contribuírem com impostos, geram emprego e renda”, destaca.

Antônio Roso é empresário, sendo um dos co-fundadores da Metalúrgica Arcovila S/A em 1975, que teve seu nome alterado para Metasa S/A Indústria Metalúrgica em 1986. Iniciou sua trajetória aos 17 anos como feirante e tornou-se um empresário de destaque em nível estadual e nacional, por meio da indústria metalúrgica.

Em 2005, Roso contribuiu na criação da empresa BSBIOS Energia Renovável, com plantas em Passo Fundo, e em Marialva, no Paraná. Ele também participa da implantação do Passo Fundo Shopping, inaugurado em novembro de 2018. Além disso, ele atua como membro de diversas entidades que visam fomentar o desenvolvimento do setor industrial no Rio Grande do Sul, como o comitê do Programa Gaúcho da Qualidade do Rio Grande do Sul (PGQP) e o conselho da Confederação Nacional da Indústria (CNI), como representante da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs).

O projeto recebeu parecer favorável das relatorias da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que teve o vereador Evandro Meireles (PTB) como relator, a Comissão de Finanças, Planejamento e Controle (CFPC), cujo relator foi o parlamentar Leandro Rosso (PRB), e a Comissão de Cidadania, Cultura e Direitos Humanos (CCCDH), cujo relator foi o vereador Rafael Colussi (DEM).

 

Fotos: Comunicação Social / Câmara de Vereadores